Minimuseu Firmeza

O MiniMuseu Firmeza foi fundado em 1969 pelo casal de artistas plásticos cearenses Nilo de Brito Firmeza (Estrigas) e Nice Firmeza.

Capacidade: 50

Horário de funcionamento: Quinta a Sábado - 8h às 17h

Site: http://www.minimuseufirmeza.org/

Email Público: minimuseufirmeza@gmail.com

Endereço: R. Waldir Diogo, 22-100 - Manuel Sátiro, Fortaleza - CE

CEP:

Logradouro:

Número:

Complemento:

Bairro:

Município: FORTALEZA

Estado: CE

Descrição

O Minimuseu Firmeza, espaço cultural, artístico e ecológico, fundado em 1969 pelos artistas plásticos Nice e Nilo Firmeza (Estrigas), constitui-se um dos principais e mais importantes acervos de artes plásticas do Ceará. Chamado inicialmente de FirmezArte e posteriormente batizado de Minimuseu Firmeza, o lugar apresenta um panorama das diversas manifestações da arte cearense, composto de pinturas e esculturas, originais e reproduções, além de abrigar as obras do próprio casal de artistas.

O espaço teve sua formação iniciada na década de 1940, durante a atuação do casal na Sociedade Cearense de Artes Plásticas - SCAP. A Geração scapiana promoveu a renovação estética das artes plásticas locais, colocando-a em sintonia com as mais avançadas tendências. Na SCAP, Estrigas e Nice, numa relação de amizade e companheirismo, trocaram quadros e ideias/conhecimentos com aqueles que hoje são conhecidos como os principais nomes das artes plásticas no Ceará. E assim iniciaram a formação do seu acervo.

Constituída na própria residência do casal de artistas, a casa-museu, localizada no Mondubim (Fortaleza-CE), local cercado por mangueiras, baobá, roseiras e diversas plantas, tornou-se um espaço de fruição da arte e da cultura.

Cotidianamente visitado por artistas, pesquisadores, estudantes de artes, alunos de escolas públicas e particulares, o Minimuseu Firmeza há mais de 40 anos vem fazendo parte da história e memória afetiva e artística da cidade. Memória viva que se funde com a própria vida dos artistas, Nice e Estrigas, que entre encontros e afetos, criatividade e conhecimento, abriram as portas da sua casa-museu e presentearam a cidade com um espaço único de arte, memória, pesquisa, criação artística, e também de encontros, conversas e afetividade à sombra das frondosas árvores e flores do jardim do bucólico sítio.

Atualmente, composto por mais de 500 obras, entre pinturas, desenhos e esculturas, o acervo do Minimuseu Firmeza é constituído por nomes como Mário Baratta, Antônio Bandeira, Raimundo Cela, Aldemir Martins, Barrica, Chico da Silva, Delfino, o suíço Jean Pierre Chabloz, Zenon Barreto, dentre outros. Além das próprias obras do casal de artistas, Nice e Nilo Firmeza, que têm papel definitivo nas artes plásticas cearenses. Somam-se ao acervo ainda inúmeros livros, catálogos, revistas e recortes de jornais. Uma verdadeira narrativa da história da arte no Ceará, com seus movimentos, estilos, especificidades e influências, quebras de paradigmas, novas linguagens e novos suportes da arte moderna. O Minimuseu Firmeza tem fundamental importância e valor inestimável para a história e para o patrimônio cultural, material e imaterial, das artes e da cultura cearenses.

Vídeos

Galeria

evento entre e Baixar Planilha

Publicado por

Minimuseu Firmeza

O MiniMuseu Firmeza foi fundado em 1969 pelo casal de artistas plásticos cearenses Nilo de Brito Firmeza (Estrigas) e Nice Firmeza.

Nome:

E-mail:

Tipo:

Mensagem:

Enviando mensagem

Enviando mensagem